G bloG

Mais Músicas e Ví­deos, clicar aqui → 
Músicas:
  • WolfGanG Amadeus Mozart, Eine Kleine Nachtmusik, K525, 1787.
  • Bobby Vinton, Blue Velvet, 1963.
Ví­deos:
  • Nelly Furtado, All Good Things (Come To An End), 2006.
  • Paul Potts, Nessun Dorma, Britain's Got Talent, 17Jun2007.
____________________________________________________
____________________________________________________

Herrar é umano.

____________________________________________________

Nada está assim tão mal que não possa piorar.

____________________________________________________

Evoluir siGnifica mudar o foco do olhar,
do umbiGo para o horizonte.

____________________________________________________

sexta-feira, 24 de agosto de 2007

Barco NeGro, Mariza, 2003.

Encontrei no YouTube, com o seGuinte comentário: Barco Negro is one of the songs Mariza performed during her concert in the Union Chapel, London-UK in 2003. The full concert can be seen on the DVD "Live in London". An Amália Rodrigues original song... EXCELLENT EXCELLENT QUALITY

Mariza, Barco NeGro, 2003.
(cantada oriGinalmente por Amália RodriGues)
Música: Caco Velho e Piratini.
Letra: David Mourão-Ferreira.


São loucas... são loucas... loucas!

Eu sei, meu amor, que nem chegaste a partir,
pois tudo em meu redor me diz que estás sempre comigo.
Eu sei, meu amor, que nem chegaste a partir,
pois tudo em meu redor me diz que estás sempre comigo.

De manhã, que medo que me achasses feia,
acordei tremendo deitada na areia.
Mas logo os teus olhos disseram que não!
E o sol penetrou no meu coração.
Mas logo os teus olhos disseram que não!
E o sol penetrou no meu coração.

Vi depois numa rocha uma cruz
e o teu barco negro dançava na luz...
Vi teu braço acenando entre as velas já soltas...
Dizem as velhas da praia que não voltas.

São loucas... são loucas... loucas!

Eu sei, meu amor, que nem chegaste a partir,
pois tudo em meu redor me diz que estás sempre comigo.
Eu sei, meu amor, que nem chegaste a partir,
pois tudo em meu redor me diz que estás sempre comigo.

No vento que lança areia nos vidros,
na água que canta no fogo mortiço,
no calor do leito dos bancos vazios,
dentro do meu peito estás sempre comigo.
no calor do leito dos bancos vazios,
dentro do meu peito estás sempre comigo.

Eu sei, meu amor, que nem chegaste a partir,
pois tudo em meu redor me diz que estás sempre comigo.
Eu sei, meu amor, que nem chegaste a partir,
pois tudo em meu redor me diz que estás sempre comigo.



Amália RodriGues, Barco NeGro, 1955,
in Les Amants du TaGe, Columbia/VC, EP 45 rpm.
Música: Caco Velho (Matheus Nunes) e Piratini (Antônio Amábile),
Letra: David Mourão-Ferreira.

Das cantoras internacionais em relação à música de “Caco Velho”, recebem destaque a portuguesa, “Maria da Conceição”, que gravou “Mãe Preta”, todavia outra lusitana faz de “Mãe Preta” (Caco Velho - Piratini), uma adaptação autorizada com o nome de “Barco Negro” (Piratini - Caco Velho), era a imortal cantora “Amália Rodrigues”, saudando a canção, no tema do filme “Amantes do Tejo”, interpretada por esta “Embaixatriz do Canto”.

1 Sábias Opiniões:

Enviar um comentário

Link para este post

Criar uma hiperligação

<< Home